Como mudar padrões comportamentais em quatro passos.

Vamos colocar em prática? Quero compartilhar uma estratégia que uso quando quero adotar novos comportamentos. Depois que eu percebo ou decido que preciso mudar algo em mim, sempre sigo esse plano de ação e percebo como funciona muito bem para aprimorar algum ponto no meu modo de agir.
É o plano dos sete dias para mudar um comportamento em quatro passos.

1º passo – Encontre sua real motivação

Para começar, pare e pense: Qual é o novo comportamento que você quer adotar? Parar de se desanimar com a vida, de comer algo específico que lhe faz mal, de agir sem pensar? Ou talvez começar a ler mais, praticar uma atividade física, acordar mais cedo? Antes de se decidir completamente, reflita: Isso realmente é possível? Já pesquisou casos de pessoas que conseguiram ter a mudança que você deseja? Se alguém conseguiu, então você também pode conseguir! Agora é hora de entender por que isso é importante para você. Por que você deseja incluir esse novo comportamento em sua rotina? O que ele pode trazer de melhoria para sua vida? Como isso mudaria você e as pessoas ao seu redor daqui a um ano? E daqui a três anos?

Anote todos os motivos que teria para passar a ter esse novo comportamento. Analise todas as possibilidades, anote o que achar relevante. Além de você, que outras pessoas se orgulhariam de sua decisão de mudar? Pense e anote tudo de bom que aconteceria agora e depois só por você ter mudado isso.

Guarde esse papel. Além de ele ser seu compromisso consigo mesmo, também carrega os porquês de sua decisão pela mudança.

2º passo – Planeje a mudança

Decisão tomada, crenças alinhadas e motivação a mil. Agora pare para pensar outra vez: Você está preparado para realizar isso todos os dias, mesmo que seja difícil trocar essa programação mental?

É importante considerar alguns pontos: comece anotando os nomes das pessoas que podem atrapalhá-lo nessa missão. Como evitar que elas o prejudiquem? Ou que o deixem desmotivado?

Terminada essa parte, vamos pensar em pontos como quanto é possível se dedicar a esse comportamento. Um conselho: comece devagar, seja realista, estabeleça metas possíveis de serem executadas. Um exemplo simples: se o comportamento desejado é parar de ingerir açúcar, então comece eliminando aqueles doces da sobremesa que você nunca deixa passar, para o impacto não ser tão grande nessa etapa inicial.

Próximo ponto: anote as situações que podem lhe atrapalhar no cumprimento do plano. E pense como você vai manter seu comportamento mesmo nessas situações.

No caso do açúcar, por exemplo, imagine a seguinte situação: na semana do início da execução do plano haverá o casamento de uma amiga, com um incrível buffet de doces. Já que esperou até aqui, talvez não valha a pena esperar mais uma semana para começar?

Pense bem a respeito. Seu mundo não vai cair se você decidir adiar o início do plano de mudança por um tempo. O mais importante é fazer bem-feito, começar e não mais parar. E o último ponto do planejamento: Como você manterá o compro- misso com essa decisão mesmo naqueles dias desafiadores?

Voltando ao exemplo, quando for convidado para festas novamente, como você agirá? Avisará seus amigos sobre sua dieta? Comerá bem em casa, para perder o apetite pelos doces?

Depois de tudo planejado, visualize a seguinte cena: você tendo cumprido seu plano, com todas as metas alcançadas. Realmente imagine o resultado, tudo aquilo que pensou no passo anterior. Você se olhando no espelho e se sentindo muito especial. Agora, imagine você anunciando a novidade para as pessoas mais próximas. Veja na sua mente como elas estão orgulhosas de você, felizes com sua mudança. Visualize-se come- morando, afinal, você conseguiu, parabéns! Sinta-se bem por isso!

Como você já sabe, a imaginação acessa o subconsciente. Essa visualização vai ativar mais sua motivação e sua força de vontade, e você pode repeti-la sempre que desejar.

3º passo – Comece

Chegou a hora de começar. Faça um esforço, não perca o foco. Fique de olho em sua programação mental, pense nos muitos ganhos que você terá. O primeiro objetivo é se manter sete dias no controle.

Registre o processo, anote a conquista de cada dia. Tenha orgulho de cada conquista. Sinta-se feliz a cada dia que marcar que seguiu com seu compromisso.

4º passo – Hora de celebrar

Quando atingir a marca dos sete dias em construção de seu hábito, come- more o feito. Por mais simples que seja a comemoração, não deixe passar em branco. Reserve parte do seu dia para fazer algo que você adora, mas não faz há muito tempo, como ver um filme legal, se dar um presente, sair com um amigo que você não encontra há meses. Pode ser até tirar uma hora do dia para ficar sozinho, relaxar, agradecer a Deus pela conquista. É você quem sabe qual é a melhor forma de festejar o resultado alcançado.

Mas atenção: esse momento não pode significar um boicote à sua mudança de rotina. Não dá para comemorar a ingestão de menos açúcar no dia a dia comprando uma barra de chocolate de sua marca predileta. Fuja dessas ciladas.

Para continuar o plano de ação, repita todas as semanas a visualização da conquista e do reconhecimento das pessoas queridas, e as etapas que viu aqui. Este vai ser um combustível para você seguir em frente, sem desistir do grande plano.

Pense no desafio dos sete dias como uma ferramenta para lhe dar capacidade de transformar a própria vida. Este é o primeiro passo.

Seguindo bem os passos estabelecidos, qualquer meta pode se encaixar perfeitamente em sua vida. Apenas decida o que vai ser e procure as motivações reais para a mudança.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google