A força da solidão.

Diante de tudo o que estamos vivendo, somos convidados a olhar para dentro. A acessar medos, dores profundas. A encontrar recursos internamente para lidar com todo o caos instalado, externa e internamente.

Estou aqui só para te lembrar que não precisamos atravessar esse momento de mãos dadas com a solidão.
Podemos ser rede, podemos ser colo. Podemos ser abraço quentinho, mesmo que à distância. Podemos ser mensageiros do amor, da fé e da esperança.

A solidão pode ser assustadora, principalmente se não estamos acostumadas e ouvir nossos barulhos internos.
Ela nos convida a visitar lugares profundos, reviver sentimentos antigos. A revisitar o que significa estar nesse lugar de recolhimento.
E poderá sim, ser uma experiência de muita dor, de muito desconforto. Poderemos sim, reviver feridas de desamparo, de abandono, de invisibilidade.

E diante de todo essa caos interno instalado, podemos nos acolher. Podemos abrir espaço sem julgamento para nossas dores, nossos medos.
Podemos descansar nossas máscaras e aceitar nossa vulnerabilidade.

Sim, somos todos vulneráveis.
Mas o momento também nos dá a oportunidade de aprendermos muito sobre nós. Sobre nossa força, sobre a potência que podemos acessar em momentos desafiadores, como esse que estamos vivendo.

Algumas vezes na vida, já me senti entre a vida e a morte. Entre o medo e a fé.
E foram nesses momentos que pude descobrir o meu tamanho. Foram em momentos críticos que reconheci o quanto somos providos de recursos, quando a necessidade bate à nossa porta.

E você? Tem alguma situação desafiadora que vivenciou e descobriu a partir dessa experiência, o tamanho da sua força? Comente aqui comigo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google