Você precisa passar por uma libertação emocional?

Dependente emocional é todo aquele que espera que o outro vai fazer por ele o que ele não faz por si. Cria expectativas sobre como os outros devem ser, como devem agir e como devem lhe tratar. Sem levar em conta a realidade do mundo acaba sendo ferido por tudo e todos que não sigam o seu roteiro mental e qualquer mínima atitude do outro, torna-se algo pessoal.

Quem é dependente emocional ainda carrega o ego da infância, daquele que acredita que o mundo deve se curvar perante as suas vontades e necessidades. Por isso chora fácil, se magoa com facilidade, se sente excluído, rejeitado, ignorado e insuficiente sempre que não recebe a atenção que queria.

Sem perceber acumula uma série de mágoas e torna-se emocionalmente escravo do mundo.

De uma forma ou de outra todos somos, ou já fomos dependentes emocionais de algo ou de alguém a quem demos o poder de afetar como nos sentimos.

Nos libertamos emocionalmente dessa dependência quando assumimos a responsabilidade sobre nossas expectativas. Não é esperar o pior, ou ser completamente neuro. É compreender que o outro pode agir como pensamos, da mesma forma que pode não agir e que nem sempre isso é algo pessoal. Não temos o poder sobre como o outro vai agir, mas podemos trazer consciência a nossa percepção para filtrar como nos sentimos em relação a isso.

Essa postura começa quando superamos o estágio emocional da infância que espera ser atendido e agradado por todos para entendermos que o nosso mundo interno está sob nosso cuidado, e não do mundo.
Alcança o equilíbrio interno aquele que se liberta da dependência emocional que tem nos outros e aprende a cuidar mais de si. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google